Brasileira é a que mais esquece de tomar pílula

Pedro.Saude - 6 de outubro de 2016 - 10:20

Brasileira é a que mais esquece de tomar pílula

Uso irregular de anticoncepcional aumenta em 300 vezes o risco de falha do método contraceptivo

(CCM SAÚDE) — As jovens brasileiras são as que mais se esquecem de tomar a pílula anticoncepcional. Pesquisa realizada em nove países pelo laboratório Bayer com apoio da Universidade Federal do Estado de São Paulo (Unifesp) mostrou que 58% das mulheres entre 20 e 29 anos no país cometeram alguma falha no tratamento somente no último mês. Se for levado em consideração os últimos 12 meses, a taxa chega a 90%.



Além disso, a maioria das brasileiras (58%) não toma o anticoncepcional oral na mesma hora todos os dias e quatro em cada dez não considera a regularidade do horário um fator importante. No entanto, o uso com falhas do método aumenta em 300 vezes a possibilidade de uma gravidez. Segundo estudos, quem toma a pílula corretamente tem 0,03% de chance de engravidar. O valor sobe para 9% em caso de uso falhado.

Na pesquisa, as causas mais citadas pelas entrevistadas para a falha no tratamento foram não tomar a pílula num mesmo horário (32%), não deixar a pílula em local visível (21%), estresse (20%) e agenda cheia (17%).

Apesar de tantos percalços, a pílula ainda é o método contraceptivo mais utilizado no Brasil. Para a ginecologista Marta Finotti, a adoção de outro tratamento deve ser considerada. "É importante que discutir com o ginecologista a respeito do método mais adequado às necessidades da mulher. Muitas utilizam a pílula, mas não fazem o uso mais correto", aponta ela em entrevista ao jornal 'Zero Hora'.

Foto: © areeya_ann - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter