Mamografias crescem 37% em seis anos

Pedro.Saude - 7 de outubro de 2016 - 07:57

Mamografias crescem 37% em seis anos

Levantamento do Inca mostra aumento mais expressivo no grupo prioritário de mulheres entre 50 e 69 anos

(CCM SAÚDE) — Iniciando as ações do Outubro Rosa, mês de prevenção e combate ao câncer de mama, o Ministério da Saúde e o Instituto Nacional do Câncer (Inca) divulgaram nesta quinta-feira (6) números relativos à realização de mamografias pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Entre os primeiros semestres de 2010 e 2016, o aumento foi de 37%, saindo de 1,6 milhão para 2,2 milhões de exames.



A alta foi ainda mais expressiva entre as mulheres de 50 a 69 anos, grupo prioritário para a realização dos testes preventivos e de maior incidência da doença. Nesta faixa etária, no mesmo período, o salto foi de 64%. Em números reais, o total de mamografias feitas passou de 854 mil para 1,4 milhão.

O Inca estima que cerca de 58 mil novos casos de câncer de mama devem ocorrer ao longo de todo o ano. Destes, dois em cada três são diagnosticados pela própria mulher, segundo pesquisa do instituto realizada com 405 pacientes do hospital do Inca, no Rio de Janeiro. Em geral, elas chegam às instalações do órgão federal reclamando de nódulos nas mamas, dores e alterações na pele, no formato e no mamilo.

Já o Ministério da Saúde informou que, somente em 2015, o SUS efetuou 18.537 mastectomias (cirurgias de retirada da mama), 2,9 milhões de procedimentos radioterápicos e 1,4 milhão de quimioterápicos. Além disso, cerca de 3 mil cirurgias de reconstrução das mamas também foram realizadas.

Foto: © iordani - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter