Colírio pode evitar cegueira em diabéticos

Pedro.Saude - 10 de outubro de 2016 - 09:16

Colírio pode evitar cegueira em diabéticos

Retinopatia diabética afeta 40% dos pacientes e têm se tornado mais comum nos últimos anos

(CCM SAÚDE) — Pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) estão desenvolvendo um colírio que pode proteger a visão de milhões de pessoas hoje ameaçada pela retinopatia diabética, doença provocada pela diabetes e que pode causar até a cegueira do paciente. O método não invasivo facilitaria de maneira substancial o tratamento da doença ocular, atualmente feito por meio de laser ou cirurgia.

O produto já foi testado em experimentos com ratos. Entre os animais, o colírio não apresentou efeitos colaterais importantes e ainda garantiu a proteção da visão. Agora, o objetivo da equipe comandada pela pesquisadora Jacqueline Mendonça de Faria é obter financiamento para iniciar o trabalho com seres humanos. Ao todo, deverão ser realizadas três fases de testes até a busca por aprovação na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde, quatro em cada dez portadores de diabetes sofrem com a retinopatia. Somente no Brasil, cerca de 6,5 milhões de pessoas são afetadas pela doença. Sem um tratamento eficaz contra o problema, os números tendem a aumentar nos próximos anos. "O número de diabéticos está aumentando muito e, com os novos tratamentos, quem tem a doença vive mais. Por isso, as complicações da retinopatia se tornam mais frequentes", aponta Jacqueline.

Além dos casos extremos de cegueira, a retinopatia diabética, em seu processo evolutivo, provoca o aparecimento de manchas na visão e formação de edemas.

Foto: © baranq - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter