Obesidade está ligada a sono ruim e luz solar

Pedro.Saude - 11 de outubro de 2016 - 09:51

Obesidade está ligada a sono ruim e luz solar

Pesquisa da Unicamp mostra que noites mal dormidas aumentam o consumo diário de calorias

(CCM SAÚDE) — Dormir poucas horas por dia e se expor de maneira insuficiente à luz do sol pode influenciar no peso de uma pessoa, aponta pesquisa realizada na Universidade Estadual de Campinas, em São Paulo. O levantamento mostrou que quem dorme menos de seis horas diárias consome cerca de 22% mais calorias do que os indivíduos que têm boas noites de sono ao longo da semana.



O trabalho envolveu 116 pacientes atendidos pelo hospital da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp. Segundo a autora da pesquisa, Liane Murari Rocha, o maior consumo de calorias se deve a alterações hormonais. "Quem dorme menos de seis horas sofre mudanças no ciclo sono-vigília e isso afeta a liberação, por exemplo, do hormônio da fome, que garante saciedade", explica ela em entrevista ao portal 'G1'.

Já a exposição menor à luz solar torna o indivíduo carente em vitamina D, substância que, de acordo com Liane, também tem papel importante na prevenção da obesidade. "O ideal é que as pessoas tomem sol com moderação", recomenda a especialista.

Além da obesidade, a combinação de noites mal dormidas e pouca luz solar também aumentou os riscos dos voluntários desenvolverem diabetes tipo 2, pois, na pesquisa, constatou-se o incremento no consumo de refrigerantes e sucos industrializados, o que provoca aumento na taxa de açúcar no sangue.

Foto: © Suzanne Tucker - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter