Metade das Américas ameaçada por dengue e zika

Natali.Saude - 21 de outubro de 2016 - 11:58

Metade das Américas ameaçada por dengue e zika

Mais de 500 milhões de pessoas do continente americano residem em zonas de risco, segundo a Opas

(CCM SAÚDE) — Maia de metade da população do continente americano corre o risco de contrair dengue, chikungunya ou zika, transmitidos pelo mosquito Aedes aegypti, de acordo com a Organização Pan-americana da Saúde (Opas).



Segundo a estimativa, mais de 500 milhões de pessoas residem em zonas de risco. Sylvain Aldigheiri, diretor do Programa de Emergências em Saúde da Opas, deu um panorama da situação, destacando que o vírus zika se propagou para "47 países e territórios". Segundo a Opas, até o fim de agosto passado foram reportados cerca de 600.000 casos de zika, 116.000 deles confirmados.

O zika é transmitido principalmente pela picada de mosquitos do gênero Aedes (aegypti e albopictus), embora o contágio também possa ocorrer por contato sexual, e está associado a malformações congênitas em fetos, como a microcefalia, e a transtornos neurológicos em adultos, como a síndrome de Guillain-Barré.

Já a chikungunya, que foi detectada na região em dezembro de 2013, se propagou "em dois anos para todos os territórios que haviam reportado dengue", explicou Aldigheiri, ao passo que a dengue acometeu 14,2 milhões de pessoas na região.

Foto: © nechaevkon - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter