Mãe e bebê devem passar primeiras 24h juntos

Pedro.Saude - 25 de outubro de 2016 - 09:04

Mãe e bebê devem passar primeiras 24h juntos

Portaria do Ministério da Saúde também recomenda que pai possa ver o filho quando quiser

(CCM SAÚDE) — O Ministério da Saúde publicou portaria nesta segunda-feira (24) recomendando que mãe e recém-nascido permaneçam juntos nas primeiras 24 horas após o parto. Para isso, o órgão defende a criação de quartos conjuntos nas maternidades e hospitais do país. A indicação, que não tem força de lei, segue norma da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Na mesma portaria, o ministério também defende que o pai do bebê tenha acesso irrestrito à mãe e à criança durante este período. Tais recomendações, por outro lado, são válidas para partos sem complicações. Se, por qualquer motivo, houver risco à saúde do bebê ele deverá ser levado a uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sem a presença da mãe ou qualquer outro responsável.

De acordo com a pasta, a medida traz uma série de benefícios para o desenvolvimento da criança. Entre elas o estreitamento do contato com a mãe e a maior possibilidade de adesão ao aleitamento materno exclusivo nos seis primeiros meses de vida.

Por fim, manter mãe e bebê próximos também é uma garantia para a genitora, aponta o obstetra Alberto Guimarães. "Nas primeiras horas, o bebê tende a ser assistido, mas esquecem da mãe. Um dos fatores de mortalidade materna é hemorragia e, no geral, a mulher já teve o filho. Todo mundo observa o bebê, mas às vezes esquecem da mãe", afirma ele em entrevista ao portal 'G1'.

Foto: © SvetlanaFedoseyeva - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter