Suplemento de cálcio não eleva risco cardíaco

Natali.Saude - 26 de outubro de 2016 - 08:59

Suplemento de cálcio não eleva risco cardíaco

Pesquisa foi utilizada para lançar uma nova diretriz para o uso de suplementação dessa substância

(CCM SAÚDE) — Uma pesquisa com revisão de evidências clínicas sobre a suplementação com cálcio apontou que essa prática, acrescida ou não de comprimidos de vitamina D, não tem relação com complicações cardíacas em adultos saudáveis.



Os dados são da Fundação Nacional de Osteoporose dos Estados Unidos e da Sociedade Americana de Cardiologia Preventiva. A dose de cálcio considerada segura tem entre 2.000 e 2.500 mg por dia. Os suplementos de cálcio são recomendados para pessoas que não consomem quantidade suficiente da substância, como uma estratégia para a prevenção de fraturas causadas pela osteoporose.

Entretanto, apesar dos benefícios, alguns relatos sugeriam que a ingestão de cálcio, em particular a partir de suplementos, poderia causar problemas cardiovasculares. Os pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade Tufts, em Massachusetts, nos Estados Unidos, revisaram estudos sobre o assunto publicados desde 2009. Um total de 31 pesquisas foram incluídas na revisão.

O resultado foi que nenhuma diferença estatística foi encontrada relacionando eventos cardiovasculares ou mortalidade entre grupos que receberam o suplemento de cálcio sozinho ou adicionado de vitamina D. Apesar disso, o estudo ressalta que a ingestão da substância a partir de fontes alimentares ainda é a mais segura.

Foto: © funnyangel - Shutterstock.com

Siga o CCM Saúde no Twitter