Ingestão de carne crua oferece muitos riscos

Natali.Saude - 27 de outubro de 2016 - 11:04

Ingestão de carne crua oferece muitos riscos

Contaminação cruzada de alimentos é um grande risco à saúde e pode gerar males como a toxoplasmose

(CCM SAÚDE) — Você gosta de comer carne crua ou mal passada? Ingerir a carne sangrando, embora seja uma prática relativamente comum, pode oferecer diversos riscos à saúde.



Todas as carnes oferecem riscos quando são consumidas cruas. Esse risco só é eliminado com a cocção ou fritura da proteína em temperaturas superiores a 70 graus. Mesmo a carne mal passada oferece riscos - menos do que a crua, mas, ainda, assim, representa um perigo.

Os principais riscos são as contaminações por microorganismos, como as enterobactérias (que vivem no trato intestinal), vírus e protozoários. Na carne bovina e de porco podem ser encontrados salmonela, a shigella e Escherichia coli. No salmão, pode-se encontrar a listeria ou o parasita Diphyllobothrium latum.

Alimentos contaminados pelo parasita Toxoplasma gondii provocam a toxoplasmose, uma doença que se manifesta com o aumento de gânglios, febre, dor muscular e dor de cabeça, que persistem por semanas. É perigosa principalmente em pessoas imunodeprimidas, podendo levar à morte. Em gestantes, pode causar aborto espontâneo ou encefalite.

Foto: © CP DC Press - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter