Técnica brasileira opera na metade do tempo

Pedro.Saude - 8 de novembro de 2016 - 09:22

Técnica brasileira opera na metade do tempo

Procedimento cirúrgico desenvolvido em hospital do Rio de Janeiro também acelera recuperação

(CCM SAÚDE) — Uma técnica cirúrgica desenvolvida no Brasil reduziu pela metade o tempo de operações pós-bariátricas (cirurgias plásticas reparadoras após redução de estômago) e se tornou referência internacional na área. A recuperação dos pacientes é cerca de seis vezes mais rápida do que em um procedimento convencional.



A inovação foi desenvolvida por profissionais do Hospital Federal do Andaraí, no Rio de Janeiro, centro de referência do Sistema Único de Saúde para cirurgias desta natureza. Ao todo, 675 pacientes já foram beneficiados pela técnica cirúrgica, que leva cerca de quatro horas contra as 10 horas do processo tradicional. Já o restabelecimento dos pacientes leva de 10 a 15 dias. Em procedimentos usuais, o tempo chega a dois meses.

A técnica, que foi apresentada no Congresso Mundial da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica, no Japão, é mais eficaz que outros métodos pois prevê a redução das medidas do paciente que passou por uma cirurgia bariátrica. Com isso, de uma vez só, são operados abdômen, peito, braços e coxas do indivíduo.

"A pós-bariátrica melhora a qualidade da vida das pessoas. A vantagem de nossa técnica é que podemos realizar várias cirurgias na mesma pessoa ao mesmo tempo, o que facilita a recuperação, diminui o custo para o SUS e reduz consideravelmente a fila, uma vez que esses pacientes necessitam de diversas cirurgias", apontou o médico Carlos Del Piño Roxo, chefe do serviço de cirurgia plástica do hospital ao portal 'Terra'. Por ano, o Hospital do Andaraí realiza 50 cirurgias pós-bariátricas, todas gratuitas por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Foto: © Suzanne Tucker - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter