Cientistas criam teste de HIV em pendrive

Natali.Saude - 11 de novembro de 2016 - 10:29

Cientistas criam teste de HIV em pendrive

Solução utiliza uma gota de sangue para monitorar regularmente os níveis de vírus

(CCM SAÚDE) — Cientistas do Reino Unido criaram um tipo de teste de HIV utilizando um pendrive que faz uma leitura rápida e precisa de quantos vírus há no sangue do paciente.

Desenvolvido por cientistas do Imperial College de Londres, o dispositivo usa uma gota de sangue para detectar o HIV, e depois cria um sinal elétrico que pode ser lido por computadores, laptops e aparelhos portáteis. Com essa tecnologia, os pacientes poderão monitorar regularmente seus níveis de vírus, mais ou menos como os portadores de diabetes verificam os níveis de açúcar no sangue.

"Monitorar a carga viral é crucial para o sucesso do tratamento de HIV. No momento, os exames muitas vezes exigem um equipamento caro e complexo que pode demorar alguns dias para produzir um resultado", disse Graham Cooke, que co-liderou a pesquisa do departamento de medicina do Imperial College.

O exame, que usa um chip de celular, analisa uma gota de sangue colocada em um local do pendrive. Qualquer HIV presente na amostra desencadeia uma mudança de acidez, que o chip transforma em um sinal elétrico. Este é enviado ao pendrive, que mostra o resultado em um computador ou aparelho portátil.

Publicados no periódico científico ‘Scientific Reports’, os resultados revelaram que o teste com o pendrive teve 95% de eficiência com mais de 991 amostras de sangue, e que o tempo médio de leitura foi de 20,8 minutos.

Foto: © Nixx Photography - Shutterstock.com

Siga o CCM Saúde no Twitter