OMS declara fim de emergência por zika

Natali.Saude - 21 de novembro de 2016 - 10:28

OMS declara fim de emergência por zika

Governo brasileiro, no entanto, anunciou que a emergência nacional seria mantida

(CCM SAÚDE) — Uma decisão tomada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) pegou de surpresa pesquisadores e gerou críticas de cientistas. Na última sexta-feira (18), a entidade declarou o fim da emergência global por conta do zika vírus, dizendo que, a partir de agora, a doença será crônica no Brasil e governos terão de tomar medidas de longo prazo.



A OMS garante que um departamento dentro da instituição passará a buscar soluções para enfrentar o vírus e que "não está rebaixando" a doença. No entanto, o fim da emergência pode trazer sérios desafios para que cientistas possam obter recursos para manter as pesquisas e a produção de uma vacina. No Brasil, as autoridades anunciaram que a emergência continua.

Para embasar sua decisão, David Heymann, presidente do Comitê de Emergência, considera que agora o vírus da zika é um problema "de longo prazo". “Uma emergência global tem uma conotação específica", disse. "Ela é declarada quando se precisa de uma ação urgente e que o problema terá de ser solucionado", insistiu, dizendo que a Olimpíada do Rio foi outro agravante.

O temor de muitos é de que o fim da emergência global signifique o fim da mobilização e, portanto, o fim de recursos. A OMS havia solicitado a doadores internacionais cerca de US$ 115 milhões para pesquisas em um ano, mas recebeu apenas uma fração do valor.

Foto: © Jarun Ontakrai - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter