‘Bactéria canibal' no combate às superbactérias

Natali.Saude - 25 de novembro de 2016 - 10:50

‘Bactéria canibal' no combate às superbactérias

Descoberta pode ser uma nova ferramenta na luta contra as bactérias resistentes a antibióticos

(CCM SAÚDE) — Pesquisadores britânicos descobriram uma solução para combater as superbactérias, que são resistentes a antibióticos. Segundo eles, as chamadas 'bactérias canibais' podem se alimentar desses micro-organismos de mesma espécie.



Segundo os estudos, uma dose de Bdellovibrio (o nome científico da bactéria canibal) é capaz de agir como um "antibiótico vivo" que ajuda a curar uma infecção letal. Ela se mostrou eficiente no combate a uma série de bactérias, incluindo a E. coli e a Salmonella.

Especialistas dizem que a estratégia é inusitada, mas não deve ser subestimada, haja vista que não há efeitos colaterais. A B. bacteriovorus é uma bactéria de rápida locomoção que se infiltra em outras bactérias e devora o interior de suas hospedeiras. Depois de se alimentar, a bactéria canibal se replica e explode o seu hospedeiro, que é morto.

Um time de pesquisadores da Universidade de Nottingham e do Imperial College London, ambas do Reino Unido, tentaram usar a Bdellovibrio bacteriovorus para acabar com uma causa comum de infecção alimentar, a Shigella. Testes realizados em laboratório apontaram que o número de Shigella diminuiu em cerca de 99,9% após a ação das bactérias canibais.

"Pode ser incomum usar uma bactéria para se ver livre de outras, mas diante da ameaça iminente de infecções resistentes a medicamentos, o potencial das interações entre bactérias e animais não deve ser ignorado", afirmou Michael Chew, médico membro da fundação de investigação biomédica Wellcome Trust.

Foto: © Ciprian Stremtan - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter