Laranja e abacaxi têm maior risco de agrotóxico

Natali.Saude - 28 de novembro de 2016 - 10:56

Laranja e abacaxi têm maior risco de agrotóxico

Anvisa analisou 12 mil amostras de diversos vegetais e encontrou níveis acima do normal

(CCM SAÚDE) — A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou estudo que verificou diversas amostras de 25 tipos de alimentos em relação a níveis de agrotóxicos. Como resultado, a laranja e o abacaxi apareceram como os que possuem maior resíduo de agrotóxico com risco agudo para a saúde.



Entre as 744 amostras de laranja, 90 (12,1%) apresentaram resíduos com potencial de risco agudo. Há destaque para o agrotóxico carbofurano, que passa por processo de reavaliação na Anvisa -- 11% das amostras de laranja apresentaram situações de risco relativas a este componente. Já entre as 240 amostras de abacaxi, 12 foram enquadradas no risco agudo, o que equivale a 5% -- neste caso, o agrotóxico carbendazim foi o mais encontrado.

No resultado geral, a pesquisa concluiu que a maioria das amostras não representava risco agudo à saúde. Essa é a primeira vez em que a Anvisa monitora esse risco, relacionado às intoxicações que podem ocorrer dentro de um período de 24 horas após o consumo do alimento com resíduos em quantidades acima do limite.

Foram investigados 25 alimentos de origem vegetal: abacaxi, abobrinha, alface, arroz, banana, batata, beterraba, cebola, cenoura, couve, feijão, goiaba, laranja, maçã, mamão, mandioca (farinha), manga, milho (fubá), morango, pepino, pimentão, repolho, tomate, trigo (farinha) e uva.

Do total das amostras monitoradas, 9.680 amostras (80,3%) foram consideradas satisfatórias, sendo que 5.062 destas amostras (42,0%) não apresentaram resíduos dentre os agrotóxicos pesquisados e 4.618 (38,3%) apresentaram resíduos de agrotóxicos dentro do Limite Máximo de Resíduos (LMR), estabelecido pela Anvisa.

Foto: © TunedIn by Westend61 - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter