55% das gestações no Brasil não são planejadas

Pedro.Saude - 2 de dezembro de 2016 - 06:21

55% das gestações no Brasil não são planejadas

Levantamento é o maior já feito no país sobre parto e gravidez; índice está acima da média mundial

(CCM SAÚDE) — Mais da metade das gestações que ocorrem no Brasil (55,4%) não foram planejadas pela mulher e seu parceiro, aponta levantamento inédito da Escola Nacional de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz (Ensp/Fiocruz). A pesquisa, divulgada nesta quinta-feira (1), ouviu 23.894 mães após o nascimento dos bebês, ainda na maternidade.

O trabalho, além de levantar dados sobre gestações indesejadas, também traçou o perfil da mulher que tem um gravidez programada. De acordo com a epidemiologista Mariza Theme, à frente do estudo, essa mulher é branca (52,7%), com escolaridade alta (59,3%), tem mais de 35 anos (52%) e mantém relações estáveis (49,5% são casadas ou tem apenas um parceiro sexual).

Os números também mostram o outro lado da moeda, diz a pesquisadora. "Encontramos o que é visto em tudo com relação à saúde na nossa população. Quem não consegue planejar? São sempre as mulheres com maior vulnerabilidade social. São as meninas mais jovens, pretas e pardas, de baixa escolaridade e que não tem situação conjugal estável", aponta ela ao portal 'G1'.

Essa desigualdade, tanto no planejamento quanto no acompanhamento da gestação, também se expressa no serviço de saúde no momento do parto. Enquanto 32,8% das mulheres com complicações pós-parto deram à luz em hospitais sem Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 29,5% dos nascimentos sem complicação foram em ambientes com UTI.

Foto: © Pixabay.
Siga o CCM Saúde no Twitter