Casos de caxumba e meningite têm aumento

Natali.Saude - 2 de dezembro de 2016 - 09:29

Casos de caxumba e meningite têm aumento

Ambas as doenças têm sintomas parecidos. Em Campinas, no interior paulista, casos subiram dez vezes

(CCM SAÚDE) — Os casos de meningite e caxumba, cujos sintomas podem se confundir, têm aumentado gradativamente no Brasil, especialmente em cidades do interior de São Paulo. Em São José do Rio Preto, 18 casos de meningite bacteriana foram registrados em dez dias. Em Campinas, também interior paulista, oa casos de caxumba subiram dez vezes em relação a 2015.



A meningite bacteriana é uma doença grave, que pode matar em poucos dias. Seus sinais são dor de cabeça, febre e mal estar, que também são alguns dos sintomas da caxumba.

Meningite é a inflamação da meninge, membrana que recobre o sistema nervoso central. Potencialmente fatal, pode ser causada por bactérias, vírus e fungos. A meningite bacteriana é mais grave que a meningite viral e, dependendo da bactéria, a chance de morte chega a 25%. A doença pode ainda deixar sequelas, como alteração na visão, comprometimento neurológico e surdez.

Já a caxumba é uma doença viral aguda, caracterizada por febre e aumento de volume de uma ou mais glândulas salivares, geralmente a parótida e, às vezes, glândulas sublinguais ou submandibulares. O Brasil vive um surto de caxumba, principalmente em adolescentes e adultos jovens, até 30 anos, porque são gerações que não receberam as duas doses da vacina.

A caxumba e as meningites viral e bacteriana são transmitidas pelas gotículas de saliva e, por isso, quando há um doente entre a família, objetos como garfo, prato, copo e canudo não devem ser compartilhados. Essas doenças podem ser transmitidas quando há uma proximidade de um metro entre duas pessoas, desde que a gotícula infectada seja inalada ou entre pela boca.

Foto: © Maridav - Shutterstock.com

Siga o CCM Saúde no Twitter