Bloqueio de proteína pode curar metástases

Pedro.Saude - 8 de dezembro de 2016 - 09:58

Bloqueio de proteína pode curar metástases

Pesquisadores espanhóis também identificaram relação entre dieta gordurosa e crescimento do câncer

(CCM SAÚDE) — Um estudo realizado por cientistas do Instituto de Pesquisa de Barcelona, na Espanha, demonstrou grande potencial de combater casos de metástase, processo no qual o câncer se espalha por diversas partes do organismo. A chave para a possível cura é o bloqueio da proteína CD36, presente na membrana das células tumorais e que tem ação determinante para a expansão do câncer.



Em estudo com camundongos, a equipe catalã, capitaneada pelo professor Salvador Aznar, conseguiram fazer quadros de metástase regredirem por conta da interrupção da atividade da CD36. Ao todo, 20% dos ratos tiveram remoção total das células metastáticas. Entre os demais, a redução variou de 80% a 90%. "É fantástico ver os resultados obtidos. Se a equipe do professor Aznar conseguir desenvolver um tratamento para humanos com base nessa proteína ele poderá salvar milhares de vidas todos os anos", afirma Lara Bennett, diretora da ONG britânica 'Worldwide Cancer Research', que financiou a pesquisa.

Essa não foi a única descoberta importante do trabalho, publicado nesta quarta-feira (7) na revista científica 'Nature'. O grupo também identificou forte relação entre a adoção de um regime alimentar rico em gorduras e a ocorrência de metástase, situação que piora de maneira importante o prognóstico de recuperação do paciente e reduz a sua sobrevida.

Todos os ratos inoculados com um tipo de câncer de boca humano desenvolveram metástase quando seguiam um regime alimentar baseado em gorduras, especialmente o ácido palmítico, presente no óleo de palma e numa série de alimentos processados. Entre os que tiveram dieta balanceada, apenas metade sofreu com a expansão do câncer.

Foto: © DragonImages - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter