Mudança de dieta ajuda a combater cansaço

Natali.Saude - 14 de dezembro de 2016 - 09:44

Mudança de dieta ajuda a combater cansaço

Estudos indicam que alimentação tem um importante papel no combate à fadiga

(CCM SAÚDE) — Segundo o Royal College of Psychiatrists, entidade responsável pela educação e treinamento de psiquiatras no Reino Unido, uma a cada cinco pessoas sente algum tipo de cansaço a todo momento e uma a cada dez tem fadiga prolongada e inexplicada. Agora a ciência começa a estudar as causas desse mal.

Alguns estudos recentes sobre a dieta dos britânicos mostrou, por exemplo, que 48% das meninas com idades entre 11 e 18 anos têm dietas pobres em ferro - o mesmo ocorrendo com 27% das mulheres entre 19 e 64 anos de idade e quase 10% dos meninos entre 11 e 18 anos.

Isso provoca anemia, estado em que o número de hemácias, o teor de hemoglobina e o volume de glóbulos vermelhos do sangue se encontram abaixo do normal. Se os índices de hemoglobina estão baixos, o corpo não recebe oxigênio suficiente e uma das consequências disso é a fadiga.

Para combater esse e outros males, que devem ser investigados por especialistas, é fundamental que haja uma mudança na dieta das pessoas, procurando elevar os níveis de vitamina D, produzida pelo corpo diante da exposição à radiação ultravioleta; vitamina B12, encontrada em alimentos como carne bovina ou aves, frutos do mar, ovos e laticínios; zinco, presente nas proteínas animais, particularmente as carnes bovina, suína e de cordeiro, bem como nas nozes, grãos integrais, legumes e levedura.

Mudar a alimentação é fundamental para ter mais saúde e se sentir bem, porém, é fundamental consultar um especialista antes de começar a ingerir suplementos, já que o excesso de algumas vitaminas e minerais pode levar a uma overdose.

Foto: © gorillaimages - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter