Sadomasoquismo é maior em donos de gatos

Natali.Saude - 22 de dezembro de 2016 - 10:33

Sadomasoquismo é maior em donos de gatos

Estudo diz que humanos infectados pelo vírus da toxoplasmose se excitam por "medo, perigo e submissão"

(CCM SAÚDE) — Uma pesquisa da Universidade Carlos, em Praga, na República Tcheca, afirmou que pessoas que têm gatos possuem mais chances de ter um gosto por sexo sadomasoquista - prática de sentir prazer ao provocar ou sentir dor.

Para chegar a essa conclusão, os biólogos Jaroslav Flegr e Radim Kuba analisaram mais de 36 mil pessoas na Eslováquia e na República Tcheca e descobriram que as pessoas que desenvolvem toxoplasmose – uma doença infecciosa causada pelo contato com os felinos - são mais facilmente excitadas pelo "medo, perigo e submissão sexual".

A justificativa para essa afirmação seria o efeito que a infecção causa no cérebro. Pessoas infectadas pelo protozoário Toxoplasma gondiiparasita que provoca a doença - apresentam tendências a gostar de práticas sexuais sadomasoquistas.

De acordo com os autores, os gatos seriam apenas os vetores e não os responsáveis por tornar os donos adeptos a esse tipo de comportamento sexual. "O toxoplasma não é, definitivamente, responsável pelo sadomasoquismo", declararam os cientistas ao site 'Seeker'.

Os estudiosos acrescentam que o aspecto mais importante da pesquisa é o fato de mostrar uma nova forma em que a toxoplasmose pode afetar a saúde humana.

Foto: © Alena Ozerova - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter