Anvisa suspende fabricação da vacina BCG

Pedro.Saude - 27 de dezembro de 2016 - 07:31

Anvisa suspende fabricação da vacina BCG

Segundo Vigilância Sanitária, fabricante da imunização contra tuberculose descumpriu regras

(CCM SAÚDE) — A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou nesta segunda-feira (26) que a produção das vacinas BCG, que protege contra a tuberculose, e a Imuno BCG, contra o câncer de bexiga, foi suspensa no país por descumprimento de "requisitos de boas práticas de fabricação" pela Fundação Ataulpho de Paiva (FAP), única instituição habilitada a produzir a imunização no país.

Em nota, a agência esclarece que a FAP tem falhado na identificação de desvios de qualidade e suas causas. O problema não é recente. Em junho deste ano, após uma inspeção sanitária no laboratório, localizado no Rio de Janeiro, a fundação teve que apresentar um plano de ação para melhorar seus processos de produção.

Por outro lado, a Anvisa garante que os lotes já à disposição na rede pública de saúde e em clínicas privadas podem ser utilizadas sem riscos aos pacientes já que todas as vacinas passam por análise do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS).

A Fundação Ataulpho de Paiva é uma instituição beneficente criada em 1900 como Liga Brasileira de Combate à Tuberculose. Desde a década de 1930, a FAP é a responsável pela produção da vacina BCG no país. Até o momento, o órgão não se manifestou sobre a decisão da Anvisa.

Foto: © Adam Gregor - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter