Crianças e idosos sofrem no calor; veja cuidados

Natali.Saude - 29 de dezembro de 2016 - 07:07

Crianças e idosos sofrem no calor; veja cuidados

Dor de cabeça, náusea, vômito, boca seca, ausência de xixi e pele seca e rígida indicam desidratação

(CCM SAÚDE) — O calor chegou com tudo em grande parte dos estados brasileiros. As altas temperaturas dificultam a hora de trabalhar, de andar na rua e de dormir e, nesse momento em especial, crianças e idosos são os que mais precisam de cuidados.

Na hora de ventilar a casa, o ar condicionado é melhor, porém o ventilador ajuda quem não possui esse eletrodoméstico. Um cuidado, no entanto, é prestar atenção ao ar seco e se hidratar mais. O uso de toalha molhada no corpo ajuda a resfriar a pele.

Não existe quantidade mínima de líquido para beber por dia, mas tem que ser mais que o habitual nessa época do ano. Pessoas que ficam na rua, como ambulantes, frentistas, motoristas, também podem usar sombrinha e devem proteger a pele do sol com protetor solar.

Idosos e bebês desidratam mais facilmente e os cuidados também devem ser redobrados com os animais de estimação. Deixe sempre água disponível. Os sinais de desidratação são dor de cabeça, náusea, vômito, boca seca, ausência de xixi e pele seca e rígida.

O banho gelado fecha os poros, então a pessoa até resfria, mas, quando sai do banheiro, começa a suar porque os poros estão fechados e não há troca de calor. O ideal é um banho morno.

No calor intenso, as frutas mais indicadas são melancia, abacaxi, pera, melão, uva e maçã. Prefira roupas claras e evite fazer atividades físicas ao ar livre e em horários muito quentes.

Foto: © Zurijeta - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter