Dores articulares têm causa evolutiva

Pedro.Saude - 29 de dezembro de 2016 - 07:52

Dores articulares têm causa evolutiva

Problemas de ombros, quadril e joelhos tendem a piorar cada vez mais com o passar dos séculos

(CCM SAÚDE) — A grande quantidade de pacientes que chegavam ao seu consultório com dores nos ombros, quadril e joelhos fez o ortopedista e pesquisador Paul Monk, da Universidade de Oxford, no Reino Unido, ir atrás da causa para tantos problemas e encontrou na evolução humana a sua resposta.



Após analisar 300 espécimes de seres humanos que viveram na superfície da Terra nos últimos 400 milhões de anos, Monk e sua equipe descobriram que algumas mudanças evolutivas podem ter tornado o homem mais propenso às dores articulares desde que começou a andar ereto.

A pesquisa mostrou, por exemplo, que o colo do fêmur da nossa espécie é mais largo que o de nossos ancestrais pela necessidade de suportar mais peso. Essa condição eleva os riscos de artrite no quadril e joelhos. Já nos ombros, a evolução promoveu o estreitamento de uma lacuna nesta articulação que reduz o espaço que tendões e vasos sanguíneos têm para se movimentar, acarretando mais dores.

Depois de avaliar o passado, os cientistas tentaram prever como será a evolução da espécie humana daqui para frente e os resultados não são muito animadores. "Em 4 mil anos, a forma dos ossos que está por vir é de um colo do fêmur ainda mais grosso, que marcaria uma tendência a se ter ainda mais artrite", aponta Monk à 'BBC'.

Foto: © iLight Photo - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter