Beber em excesso aumenta o risco de infarto

Natali.Saude - 6 de janeiro de 2017 - 11:26

Beber em excesso aumenta o risco de infarto

Mesmo pessoas que não têm histórico familiar de doenças cardíacas são prejudicadas pela bebida

(CCM SAÚDE) — Ingerir bebidas alcoólicas em excesso pode aumentar o risco de infarto e outros problemas cardíacos, inclusive em pessoas quem não têm histórico familiar de doenças cardíacas ou fatores de risco.

A conclusão, publicada no 'Journal of the American College of Cardiology', foi obtida por especialistas da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, e sugere que o abuso do álcool está associado a um aumento de 40% do risco de infarto. Além disso, a bebida em excesso foi ligada a um risco duas vezes maior de fibrilação atrial ou batimento cardíaco irregular e um aumento de 2,3 vezes de insuficiência cardíaca congestiva.

"O excesso de bebida pode estar sendo ostensivamente 'justificado' para alguns indivíduos por causa do suposto benefício cardíaco", diz Gregory Marcus, pesquisador da Universidade da Califórnia. "Mostramos que não apenas o álcool em excesso aumenta substancialmente o risco de fibrilação atrial e insuficiência cardíaca, mas também o infarto, fenômeno que dados anteriores haviam sugerido que poderia ser mitigado pelo consumo moderado de álcool", acrescentou.

Para chegar a esse resultado, a equipe de pesquisadores analisou informações de mais de 14,7 milhões de adultos da Califórnia que passaram por cirurgia, atendimento de emergência ou internação hospitalar entre 2005 e 2009. Cerca de 1,8% das pessoas no estudo, ou aproximadamente 268 mil pacientes, tinham sido diagnosticados com abuso de álcool.

Foto: © Syda Productions - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter