Estudo explica ligação entre estresse e infarto

Pedro.Saude - 13 de janeiro de 2017 - 08:29

Estudo explica ligação entre estresse e infarto

Atividade em região cerebral que controla emoções eleva o risco de doenças cardiovasculares

(CCM SAÚDE) — Que o estresse está associado ao infarto e outros problemas cardíacos quase todo mundo sabe. No entanto, um grupo de pesquisadores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, conseguiu explicar qual o mecanismo que promove esta associação entre a tensão emocional e o risco cardiovascular.

O segredo está nas amígdalas, dois pequenos grupos de neurônios localizados no cérebro e que são responsáveis pelo controle das emoções, bem como pelo comportamento sexual e agressivo.

Ao ficar estressado, o indivíduo ativa esta região cerebral. Em estudo com 300 voluntários, os cientistas demonstraram que uma atividade mais intensa das amígdalas provoca aumento na probabilidade de um infarto agudo ou outras doenças do coração. Isto porque as amígdalas em ação transmitem informações para a medula óssea, que passa a produzir mais glóbulos brancos que, por sua vez, provocaram inflamação das artérias.

Ao longo do experimento, 22 pacientes tiveram algum problema cardiovascular, eles foram justamente aqueles que apresentaram maior ativação das amígdalas durante o período de observação. "Nossos resultados dão uma percepção única de como o estresse pode levar à doença cardiovascular", aponta Ahmed Tawakol, um dos líderes da pesquisa, em entrevista à 'BBC'.

De acordo com o pesquisador, o estudo comprova a necessidade de ações para controle do estresse, que impactarão de maneira significativa na saúde e na sobrevida das pessoas.

Foto: © alphaspirit - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter