SUS distribui "pílula do dia seguinte" antiaids

Joana.Saude - 23 de julho de 2015 - 14:59

SUS distribui

Com nova medida, governo quer facilitar o tratamento de pessoas que tiveram risco de contato com o vírus HIV

(CCM SAÚDE) - A partir desta quinta-feira (23), começa a valer novo protocolo para tratamento da Aids. Com a nova medida, todas as pessoas que tiveram risco de contato com o vírus HIV passam a ter acesso aos medicamentos antiaids em qualquer serviço especializado do SUS.

A profilaxia pós-exposição, como é chamado o tratamento, é válida para acidentes ocupacionais, situações de violência sexual ou relação sexual consentida. O tratamento deve ser feito, preferencialmente, duas horas após a exposição ao vírus ou, no máximo, até 72 horas depois.

Ao longo de 28 dias, o paciente faz a ingestão de quatro medicamentos antirretrovirais - tenofovir, lamivudina, atazanavir e ritonavir. O objetivo da nova medida é facilitar a distribuição do tratamento e evitar recusa do fornecimento da terapia em alguns serviços públicos.

Segundo Fábio Mesquita, diretor do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, existia um mal entendido entre os profissionais dos serviços públicos de que o atendimento deveria beneficiar apenas um grupo específico. "A maior parte das recusas ocorria para pessoas que recorriam ao serviço depois de manter relações sexuais desprotegidas", relata Mesquita ao jornal 'O Estado de São Paulo'.

Os retrovirais são fornecidos em unidades de emergência e centros de serviços especializados em DST-Aids. Para facilitar o acesso, o Ministério vai lançar um aplicativo em dezembro com orientações sobre os postos mais próximos de distribuição.

O procedimento foi implantado na década de 1990 no SUS, inicialmente, para os profissionais de saúde, como prevenção, em casos de acidentes de trabalho para profissionais de saúde. Em 1998, foi estendido para vítimas de violência sexual e, em 2011, o tratamento passou a incluir qualquer exposição sexual de risco, como o não uso ou o rompimento do preservativo.

Foto: © Pixabay.