'Mal da urina preta': sinais de transmissão viral

Natali.Saude - 19 de janeiro de 2017 - 09:53

'Mal da urina preta': sinais de transmissão viral

Mulher grávida, que não ingeriu peixe, apresentou sintomas após entrar em contato com a irmã infectada

(CCM SAÚDE) — A 'doença da urina preta', que tem intrigado especialistas por ainda não ter causa definida, pode ser transmitida por vírus em vez da ingestão de alguns tipos de peixes, como era imaginado até agora. Isso porque um caso desse mal, registrado na cidade de Alagoinhas, na Bahia, traz indícios de contaminação viral.

Segundo o infectologista Gúbio Soares, da Universidade Federal da Bahia (UFBA), uma mulher grávida desenvolveu os sintomas da doença - dor muscular intensa, insuficiência renal e urina preta - após entrar em contato com a irmã. Ela diz que não consumiu peixe. Uma criança de cinco anos, da mesma família, também foi infectada. "Estes casos mostram que a transmissão pode ser fecal/oral. Pode ser de uma família de vírus que se dissemina desta maneira", afirmou o médico.

A confirmação da causa da doença deverá ocorrer após a análise de amostras de urina, sangue e fezes enviadas para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, Instituto Adolfo Lutz (IAL), em São Paulo, e dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), dos Estados Unidos.

Segundo o infectologista Tiago Lobo, que também acompanha o caso de pacientes que tiveram a doença da urina preta em Salvador, dos 52 pacientes identificados, oito relataram não ter consumido peixe. A maioria dos pacientes atendidos com os sintomas são de classe média alta, o que o leva a concluir que não se trata de uma doença relacionada à falta de saneamento.

Foto: © Timof - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter