5% das mulheres sofre com forma grave de TPM

Natali.Saude - 6 de fevereiro de 2017 - 10:37

5% das mulheres sofre com forma grave de TPM

TDPM ou Transtorno Disfórico Pré-menstrual eleva a irritação, a depressão e a agressividade

(CCM SAÚDE) — A lista de sintomas da Tensão Pré-menstrual (TPM) é grande e atrapalha a rotina de muitas mulheres em todo o mundo. Entretanto, existe uma condição ainda pior, que é a TDPM, ou Transtorno Disfórico Pré-menstrual.

Estima-se que 5% das mulheres que sofrem com a TPM possuam sua forma mais grave. Entre as que menstruam, em geral, 75% têm um sintoma leve, de 20% a 40% têm a síndrome pré-menstrual, com sintomas físicos e emocionais, e de 3% a 8% têm a TDPM.

Essas mulheres são mais sensíveis às oscilações de humor por causa de uma alteração genética do receptor de serotonina. Nelas, a serotonina é mais baixa, o que aumenta a irritação, a depressão e a agressividade. A serotonina também é responsável por regular o sono, o padrão alimentar e labilidade emocional.

Para elevar a serotonina e combater esses sintomas, atividade física, vitaminas como B6, magnésio, cálcio e cúrcuma funcionam como cofatores da serotonina e ajudam o corpo a formar mais o neurotransmissor. Alimentos com triptofano como iogurte, castanha de caju, amendoim e chocolate ajudam e, em alguns casos, é necessário tratamento com remédio como a fluoxetina.

Entre os sintomas mais comuns da TPM, seja em sua forma grave ou mais intensa, estão insônia, dor de cabeça, palpitação, cansaço, tontura, inchaço e dor nas pernas e mamas. Entre os sintomas emocionais estão ansiedade, nervosismo, oscilação de humor, humor deprimido e choro fácil.

Foto: © Maridav - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter