Chikungunya gera lesão irreversível nas pernas

Pedro.Saude - 13 de fevereiro de 2017 - 13:49

Chikungunya gera lesão irreversível nas pernas

Edemas alteram rotina de pacientes e em muitos casos doença não tem cura, aponta estudo brasileiro

(CCM SAÚDE) — As fortes dores articulares que podem acompanhar pacientes com chikungunya durante meses não é o único problema a longo prazo relacionado com a doença. Estudo do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) mostrou que lesões vasculares, algumas irreversíveis, ocorrem em muitos casos.



Ao todo, 20 pacientes que sofreram com edemas e câimbras nas pernas por conta da infecção viral foram reavaliados alguns meses e dois em cada três deles continuavam apresentando algum problema. O mais grave é que, em alguns casos, a causa do inchaço era o chamado linfedema crônica, condição ainda sem cura.

"Manifestações vasculares na chikungunya estavam restritas a fases iniciais da doença. O estudo mostra agora uma nova manifestação e cronificação dela, já que os sintomas persistiram por mais de três meses", afirma a cirurgiã vascular Catarina Almeida à 'BBC Brasil'.

O próximo passo da pesquisadora é compreender qual mecanismo está envolvido nestas doenças, principalmente determinar se os edemas são fruto de ação direta do vírus ou uma reação imunológica exagerada do organismo. O que já se sabe é que entre os pacientes com lesões vasculares há maior risco de novas infecções nos membros inferiores e maior morbidade.

Foto: © Pressmaster - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter