Exames detectam antes o autismo em crianças

Natali.Saude - 17 de fevereiro de 2017 - 08:05

Exames detectam antes o autismo em crianças

Novidade permite que diagnósticos sejam obtidos antes e terapias mais eficientes sejam adotadas

(CCM SAÚDE) — Alguns exames cerebrais de ressonância magnética podem detectar o autismo antes que qualquer sintoma apareça. A descoberta foi feita por pesquisadores da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos.

Até hoje, as crianças com autismo eram diagnosticadas a partir dos dois anos de idade ou até mais tarde. Entretanto, o estudo aponta que as origens do autismo vêm do primeiro ano de vida.

A pesquisa analisou 148 crianças, incluindo as com alto risco de autismo porque tinham irmãos mais velhos com o distúrbio. Eles foram submetidos a exames de ressonância magnética aos seis, 12 e 24 meses de vida. Nas crianças diagnosticadas com autismo havia diferenças iniciais no córtex cerebral - parte do cérebro responsável por funções de alto nível.

Com a doença diagnosticada precocemente, é possível adotar terapias comportamentais, treinando pais a interagirem com o filho autista.

Com a descoberta, os estudiosos afirmam que é possível prever as crianças que desenvolverão autismo com 80% de precisão. No mundo todo, uma em cada 100 pessoas tem autismo e essa é uma condição que afeta o comportamento e a interação social.

Foto: © jfk image - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter