Consumo de refrigerantes no Brasil cai 33%

Pedro.Saude - 2 de março de 2017 - 09:26

Consumo de refrigerantes no Brasil cai 33%

Pesquisa mostra que consumo é maior entre os homens enquanto mulheres ingerem mais açúcar

(CCM SAÚDE) — O consumo de refrigerantes no Brasil tem caído de maneira constante desde 2010, revelam dados da pesquisa Vigitel Saúde Suplementar, realizada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Ao entrevistar 53.021 pessoas com plano de saúde em todas as capitais, o órgão federal, responsável pela fiscalização da saúde privada no país, constatou redução de 33% na ingestão das bebidas açucaradas de 2009 até 2015. No primeiro ano da coleta do dado, 26,1% dos brasileiros afirmavam tomar refrigerantes cinco ou mais vezes na semana contra 17,3% que mantêm este hábito atualmente.

O consumo da bebida é maior entre homens (20,5%) na comparação com mulheres (14,9%), assim como é mais elevado na faixa etária de 18 a 24 anos (29,1%) e vai caindo progressivamente até alcançar 9% no grupo com mais de 65 anos. Entre as capitais, o maior consumo ocorre em São Paulo (22,2%) enquanto o menor é o de Natal, com apenas 6%.

Se os homens lideram a ingestão de refrigerantes, são as mulheres as maiores consumidoras de açúcar (chocolates, doces, balas, biscoitos e sorvetes cinco ou mais vezes na semana). Neste quesito, a média nacional é de 23,9%, chegando a 26,5% no sexo feminino e 20,6% no sexo masculino. Por idade, as jovens de 18 a 24 são as líderes, com 40,1% fazendo uso frequente de alimentos doces.

Foto: © Brent Hofacker - 123RF.com
Siga o CCM Saúde no Twitter