Ministério amplia cobertura de seis vacinas

Pedro.Saude - 3 de março de 2017 - 12:46

Ministério amplia cobertura de seis vacinas

Mudanças no calendário de vacinação vão beneficiar crianças e adultos; HPV para meninos está na lista

(CCM SAÚDE) — O Ministério da Saúde anunciou nesta sexta-feira (3) mudanças no Calendário Nacional de Vacinação para este ano. Ao todo, seis vacinas terão seu público-alvo ampliado para aumentar a população imunizada. São elas HPV, meningocócica C, hepatite A, tríplice viral, tetra viral e dTpa adulto.

A alteração na vacina do HPV, anteriormente indicada apenas para meninas de 9 a 13 anos, já havia sido divulgada. A partir deste ano, garotos de 12 e 13 anos também poderão receber a imunização. Até 2020, as idades de 9 a 11 anos serão incluídas no público-alvo. O mesmo esquema acontecerá para a meningocócica C. Neste ano, apenas adolescentes de 12 e 13 anos terão acesso à vacina, com outras faixas etárias sendo inseridas nos próximos três anos.

Outra mudança importante é na dTpa adulto, que protege contra difteria, tétano e coqueluche. A vacina passa a ser indicada para gestantes a partir da 20ª semana de gravidez e pode ser tomada até 40 dias depois do parto. Essa medida vai garantir a imunização do bebê contra a coqueluche pela transmissão de anticorpos da grávida.

As demais ampliações afetam a vacina da hepatite A, cuja idade máxima passa de 2 para 5 anos, e tetra viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela) que será distribuída para crianças de 15 meses a 4 anos - antes o limite era de 2 anos. Por fim, a tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) terá segunda dose disponível de 20 a 29 anos.

Foto: © JPC-PROD - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter