Células-tronco no combate à disfunção erétil

Natali.Saude - 28 de março de 2017 - 10:08

Células-tronco no combate à disfunção erétil

Estudo dinamarquês testa solução contra disfunção erétil com menos efeitos colaterais

(CCM SAÚDE) — Homens com disfunção erétil poderão contar, em breve, com tratamento que promete menos efeitos colaterais. Pesquisadores da Dinamarca utilizaram células-tronco para criar uma terapia que visa reduzir o uso de drogas como o Viagra.

A equipe liderada por Martha Haahr, do Hospital da Universidade de Odense, injetou células-tronco retiradas da gordura abdominal via lipoaspiração no pênis de 21 voluntários. Depois, seis meses mais tarde, oito deles afirmaram que haviam readquirido a capacidade de ereção.

Os efeitos não param por aí, já que se estendem por longos períodos de tempo. Os participantes afirmaram que, um ano mais tarde, a melhora se mantinha, o que fez com que os cientistas iniciassem uma segunda fase dos estudos, agora com mais voluntários.

Atualmente, os problemas de ereção afetam quase metade da população masculina entre 40 e 70 anos. Para a cientista Martha Haahr, uma solução definitiva ainda está distante, porém já existe a possibilidade de aplicações terapêuticas no futuro.

Foto: © Atstock Productions - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter

Última modificação: 28 de março de 2017 às 10:08 por Natali.Saude.