Soro contra veneno de abelha tem eficácia total

Pedro.Saude - 4 de abril de 2017 - 08:29

Soro contra veneno de abelha tem eficácia total

Testado em 10 pacientes até o momento, produto pioneiro não apresentou nenhum efeito colateral

(CCM SAÚDE) — Desenvolvido pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), o primeiro soro contra o veneno de abelhas tem tido enorme sucesso em seus testes iniciais. Com experimentos em humanos iniciados em agosto de 2016, o produto até agora obteve eficácia de 100% e não provocou efeitos colaterais aos voluntários.



Ao todo, 10 pacientes que receberam 200 ou mais picadas de abelhas tomaram o soro. Todos eles se recuperaram completamente. Estima-se que 50 pessoas morram anualmente por ataques de abelha no Brasil. Os insetos nacionais são considerados os mais agressivos do mundo, por serem fruto do cruzamento acidental de espécies europeias e africanas de abelhas.

O objetivo da equipe de pesquisadores, que envolve, além da Unesp, o Instituto Vital Brazil e as universidades do Triângulo Mineiro (UFTM) e do Sul de Santa Catarina (Unisul), é aplicar o soro em ao menos 20 pacientes até 2018 para comprovar a segurança e eficiência do produto.

Este é o primeiro soro antiapílico desenvolvido em todo o mundo. Sua fabricação segue o mesmo processo de outros soro, como o contra veneno de cobra. Após a extração do veneno da abelha, ele é introduzido na corrente sanguínea de cavalos que, por seu porte maior, não são afetados por ele e produzem anticorpos para combatê-lo.

Vale lembrar que esse soro não é eficaz para pessoas alérgicas à picada de abelha. Nestes casos, o mecanismo de ação do soro é diferente, provocando uma reação alérgica que deve ser combatida com medicamentos específicos. Ataques de abelha, por sua vez, podem levar ao óbito devido à sobrecarga renal que desencadeiam.

Foto: © Serg_v - 123RF.com
Siga o CCM Saúde no Twitter