Ingestão frequente de antibióticos gera pólipos

Natali.Saude - 5 de abril de 2017 - 10:14

Ingestão frequente de antibióticos gera pólipos

Pesquisa diz que longos tratamentos geram mais risco de ter pólipos no cólon ou reto

(CCM SAÚDE) — Mulheres que ingeriram antibióticos em grande quantidade entre os 20 e 60 anos têm maior probabilidade de desenvolver pólipos, que podem, a longo prazo, se transformar em alguns tipos de câncer.

Publicado na revista médica 'Gut', o estudo avaliou mais de 16 mil mulheres estadunidenses com mais de 60 anos que fizeram colonoscopia, sendo que 1.195 apresentaram pólipos ou adenomas colorretais. Segundo a pesquisa, mulheres que ingeriram antibióticos por, pelo menos, dois meses acumulados ao longos dos 40 anos anteriores tinham 36% mais chance de ter pólipos no cólon e reto.

Os cientistas, da Harvard Medical School e da Harvard TH Chan School of Public Health, nos Estados Unidos, afirmam que as que ingeriram antibióticos entre 40 e 59 anos chegam a ter 69% mais chances de desenvolver pólipos em relação às demais.

Segundo o estudo, a causa seria a alteração da flora intestinal causada pelos antibióticos, que reduzem a quantidade e diversidade das bactérias. Embora haja esse indício, os autores da pesquisa não avaliaram hábitos alimentares de mulheres com pólipos, o que impede que sejam feitas outras correlações.

Foto: © Barabasa - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter