Febre amarela: dose única da vacina é adotada

Pedro.Saude - 6 de abril de 2017 - 07:18

Febre amarela: dose única da vacina é adotada

Recomendação é da OMS; ministério também prepara fracionamento da imunização para cidades

(CCM SAÚDE) — O Ministério da Saúde anunciou na quarta-feira (5) que a vacina da febre amarela passará a ser administrada em dose única com validade até o fim da vida do paciente. A medida é recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Anteriormente, a pasta considerava que a proteção da vacina durava 10 anos. Porém, desde 2014, a agência das Nações Unidas garante que apenas uma dose promove imunização contínua contra a doença. À época, o ministério não seguiu a orientação por acreditar que os estudos científicos apresentados eram insuficientes.

No mesmo comunicado, o órgão federal também afirma que prepara o fracionamento da dose da vacina para utilização em áreas urbanas. Esta medida multiplica a capacidade de vacinação e já foi utilizada para barrar a expansão da doença em surtos recentes em Angola e na República Democrática do Congo.

No fracionamento, cada dose é dividida em cinco. Nestes casos, a proteção é estimada em apenas um ano, o que exige reforço. A medida será inicialmente aplicada nas cidades da Bahia, Rio de Janeiro e São Paulo, que ainda não contam com recomendação de vacinação.

Desde o início do ano, 21,6 milhões de doses foram distribuídas aos estados, sendo que 7,5 mi foram para Minas Gerais. No momento, o estoque de vacinas disponíveis é de 9,5 milhões. Nas próximas semanas, Bahia, Rio e Sâo Paulo receberam 1 milhão de doses cada um para iniciar o processo de fracionamento, se houver necessidade.

Foto: © Rarin Lee - Shutterstock.com
Siga o CCM Saúde no Twitter