Remédio para pressão alta trata câncer de pele

Natali.Saude - 24 de abril de 2017 - 21:23

Remédio para pressão alta trata câncer de pele

Carvedilol reduz a gravidade e a quantidade de células cancerígenas, evitando surgimento do tumor

(CCM SAÚDE) — O câncer de pele pode ser evitado com o uso de protetor solar, porém uma descoberta de pesquisadores dos Estados Unidos traz mais uma opção de medida preventiva. Segundo cientistas, o carvedilol, usado para combater a hipertensão, também evita os danos causados pela luz solar.



Feito com ratos, o experimento foi apresentado na Sociedade Americana de Farmacologia e Terapêutica Experimental, em Chicago, nos Estados Unidos. "Um erro experimental encontrou resultados opostos. Descobrimos que essa droga realmente pode prevenir o câncer. O que começou como uma falha levou a uma descoberta científica muito interessante", disse o ex-aluno de pós-graduação Ying Huang ao jornal 'Correio Braziliense'.

O carvedilol teve efeito protetor tanto nas células de pele de rato cultivadas e expostas aos raios ultravioleta quanto em ratos sem pelos que receberam a droga após sofrer exposição à luz solar. Os ratos medicados tiveram, ainda, maior redução na formação de tumores de pele do que aqueles que receberam apenas a proteção do filtro solar.

"O que já sabemos é que os alvos celulares do carvedilol não estão relacionados com os receptores beta-adrenérgicos, os alvos comumente atingidos por todos os remédios de sua classe, que combatem a adrenalina e o estresse. Ele, provavelmente, tem como alvo mecanismos que estão envolvidos no desenvolvimento do câncer, mas que ainda não conhecemos", diz Bradley Andresen, um dos autores do estudo e também pesquisador da Universidade de Western.

Com a descoberta, acredita-se que seja criada uma opção de creme, por exemplo, mais eficaz como protetor. O importante, segundo especialistas, é garantir que não haja efeitos colaterais e a pressão da pessoa não seja alterada. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o câncer de pele corresponde a 25% de todos os diagnósticos de carcinomas no Brasil.

Foto: © Albina Glisic - Shutterstock.com