Criada droga contra as doenças degenerativas

Natali.Saude - 28 de abril de 2017 - 10:34

Criada droga contra as doenças degenerativas

Cientistas podem ter descoberto medicamento que interrompe todas as doenças degenerativas cerebrais

(CCM SAÚDE) — Pesquisadores da Unidade de Toxicologia MRC, no Reino Unido, identificaram duas substâncias com efeito benéfico no combate às doenças degenerativas do cérebro, tais como Alzheimer, esclerose múltipla e Parkinson.



Os pesquisadores afirmam que ambas estão prontas para serem testadas em seres humanos com demência. "É realmente animador", diz a professora Giovanna Mallucci, uma das responsáveis pelo estudo.

A novidade é promissora porque foca nos mecanismos naturais de defesa das células cerebrais, que interrompem a produção de proteína - causa de grande parte das doenças neurodegenerativas. As duas drogas são a trazodona, antidepressivo, e a DBM, testada em pessoas com câncer.

Para chegar a essa conclusão, os cientistas utilizaram, em ratos, um composto que impediu o mecanismo de defesa das células de bloquear a produção de proteína. Os resultados foram positivos, ainda que as drogas fossem potencialmente tóxicas para o pâncreas.

"É muito improvável que curemos as pessoas completamente, mas, se você segura a progressão, você transforma o Alzheimer em algo completamente diferente [do que é hoje]", completou a pesquisadora.

Foto: © 9nong - Shutterstock.com