Doença misteriosa já matou 12 na Libéria

Pedro.Saude - 2 de maio de 2017 - 10:54

Doença misteriosa já matou 12 na Libéria

Testes para o vírus ebola deram negativo; país foi um dos afetados por epidemia encerrada há um ano

(CCM SAÚDE) — Uma doença desconhecida já matou 12 pessoas no estado de Sinoe, sudeste da Libéria, nos últimos dias. Exames realizados comprovaram apenas que não se trata do ebola, cuja epidemia vitimou mais de 5 mil habitantes entre 2014 e 2016.



Os sintomas da doença misteriosa, segundo autoridades de saúde liberianas, são vômitos, diarreias, dores abdominais e dores de cabeça. As análises tentam descobrir que se a condição é provocada por bactéria ou vírus e se ela é fruto de consumo de alimentos ou água contaminada.

A principal linha de investigação, no entanto, diz respeito ao funeral de um líder religioso ocorrido na capital Greenville no dia 22 de abril. A maioria dos pacientes já atendidos compareceram à cerimônia, aponta comunicado da Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgado nesta segunda-feira (1).

Ao todo, 21 pessoas, inclusive crianças, foram hospitalizadas com sinais da doença. Entre elas, três permanecem internadas. "A relação temporal dos casos, a duração entre surgimento dos sintomas e mortes, maior mortalidade entre crianças, tudo isso sugere a ingestão ou exposição a agentes contaminantes", aponta Tom Skinner, porta-voz do Centro de Controle de Doenças (CDC), dos Estados Unidos, à rede 'CNN'.

Foto: © angellodeco - 123RF.com