Cigarros light são mais perigosos que os normais

Natali.Saude - 23 de maio de 2017 - 12:04

Cigarros light são mais perigosos que os normais

Estudo conduzido nos Estados Unidos indica que eles contribuem para o câncer de pulmão

(CCM SAÚDE) — Uma conclusão obtida por cientistas de centros de pesquisa sobre o câncer nos Estados Unidos indica que os cigarros considerados 'light' são mais perigosos para a saúde do que os normais, aumentando a incidência do câncer de pulmão.

Com filtros perfurados, estes cigarros, que estão presentes no mercado há 50 anos, são boa parte da causa dos aumentos, neste período, do adenocarcinoma pulmonar, tumor mais frequente em pessoas fumantes.

"Eles foram projetados para enganar os fumantes e as autoridades de saúde pública", diz o doutor Peter Shields, diretor adjunto do Centro Oncológico Integral da Universidade do Estado de Ohio e um dos principais autores do estudo.

"A análise dos nossos dados sugere claramente uma relação entre o número de buracos agregados aos filtros dos cigarros e um aumento nas taxas de adenocarcinomas pulmonares nos últimos 20 anos", afirma o pesquisador.

A explicação para a maior periculosidade dos cigarros com filtro está no fato de que eles fazem inalar mais fumaça com taxas mais concentradas de carcinogênicos e outras toxinas.

Atualmente, regulamentações proíbem que os fabricantes de tabaco coloquem as informações 'light' e 'com baixo conteúdo de alcatrão' nos pacotes de cigarros. Pesquisadores sugerem que os filtros ventilados sejam proibidos, inclusive.

Foto: © Rene Van Den Berg - 123RF.com