Em um mês, casos de chikungunya crescem 88%

Pedro.Saude - 29 de maio de 2017 - 07:23

Em um mês, casos de chikungunya crescem 88%

Confirmações de diagnóstico da infecção neste ano já superam níveis de igual período em 2016

(CCM SAÚDE) — Os casos suspeitos de chikungunya no Brasil sofreram um aumento de 88,2% apenas no último mês, aponta o mais recente boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, com dados até 13 de maio.



Ao todo, as notificações saltaram de 43.010 para 80.949 em apenas quatro semanas. Apesar disso, os índices ainda são 54,7% menores do que o total de suspeitas registradas nos primeiros cinco meses de 2016, quando já haviam mais de 120 mil ocorrências neste período do ano.

Na comparação apenas com os casos que já tiveram diagnóstico confirmado da doença, os números de 2017 são inclusive maiores que os do ano passado. Até 13 de maio, foram 28.225 confirmações contra 19.835 em igual período de 2016.

A chikungunya é uma das arboviroses transmitidas pela fêmea do mosquito Aedes aegypti. Recentemente identificada no Brasil, a doença ainda não registrou uma epidemia de nível nacional no país. Com sintomas semelhantes a dengue e zika, a chikungunya se diferencia por dores nas articulações que podem se estender por meses e anos após a eliminação do vírus.

Foto: © Mohd Hairul Fiza Musa - 123RF.com