Criada droga que bronzeia sem risco de câncer

Natali_CCM - 16 de junho de 2017 - 08:31

Criada droga que bronzeia sem risco de câncer

Substância, testada em ratos, exclui todos os riscos associados à exposição dos raios solares

(CCM SAÚDE) — Um produto cujo uso comercial ainda está longe de se tornar real pode beneficiar inúmeras pessoas que se expõem ao sol. Isso porque ele combateria todos os riscos de se bronzear, evitando o câncer de pele.



O produto funciona da seguinte maneira: ele imita a luz do sol para bronzear a pele, estimulando a produção de melanina, mas não possui os riscos associados à exposição aos raios ultravioleta.

A pesquisa, conduzida no Hospital Geral de Massachusetts, foi feita com camundongos e mitigou as chances de câncer e a aparência envelhecida da pele quando há exposição ao sol.

"Pelo microscópio, podemos ver a melanina de verdade, ativando a produção do pigmento sem a influência dos raios ultravioleta", diz David Fisher, um dos pesquisadores responsáveis pelo estudo.

Embora a descoberta seja um grande avanço, os cientistas enfatizam que o foco não é produzir um novo cosmético. "Nosso verdadeiro objetivo é desenvolver uma estratégia inovadora para proteger a pele da radiação UV e câncer", completa Fisher.

O que os cientistas querem, agora, é combinar essa droga a um protetor solar para aumentar a proteção contra a radiação, que gera o câncer de pele, responsável por 30% de todos os tumores no Brasil. Em 2013, morreram mais de mil pessoas vítimas da doença.

A droga também pode reduzir a aparência envelhecida, resultado do excesso de exposição ao sol.

Foto: © nikitabuida - Shutterstock.com