Parkinson seria doença autoimune, diz pesquisa

Pedro.CCM - 27 de junho de 2017 - 07:41

Parkinson seria doença autoimune, diz pesquisa

Hipótese de que sistema imunológico esteja envolvido na progressão da doença tem mais de 100 anos

(CCM SAÚDE) — O mal de Parkinson pode fazer parte do grupo de doenças autoimunes. É o que afirmam pesquisadores da Universidade Columbia, nos Estados Unidos, avançando na confirmação de uma hipótese levantada há mais de 100 anos.

Segundo os cientistas, que publicaram artigo na revista 'Nature', as células-T, uma das responsáveis pela defesa do organismo, passam a atacar as proteínas alfa-sinucleína do cérebro dos pacientes com Parkinson como se elas fossem invasores, o que levaria ao desenvolvimento da doença.

Esse tipo de proteína se acumula em níveis muito altos no tecido encefálico de portadores de Parkinson e com isso, argumentam os pesquisadores, a ação das células-T também afetaria células cerebrais saudáveis, agravando o problema.

Para chegar a essa conclusão, o grupo de especialistas analisou 67 pacientes, que foram submetidos a exames de sangue para tentar detectar essa ação aumentada do sistema imunológico.

As doenças autoimunes são um grupo de males cuja causa é uma confusão do sistema imunológico que passa a atacar o próprio organismo do paciente como se este fosse uma bactéria, vírus ou outro patógeno. Entre as doenças autoimunes mais comuns estão lúpus, diabetes tipo 1, doença de Crohn e doença celíaca. Caso a hipótese sobre o Parkinson seja confirmada, ele poderia ser tratada com medicamentos imunossupressores.

Foto: © adriaticfoto - Shutterstock.com