Epidemia de overdose preocupa Estados Unidos

Pedro.CCM - 10 de julho de 2017 - 10:07

Epidemia de overdose preocupa Estados Unidos

Usado como analgésico, fentanil, 50 vezes mais potente que a heroína, está no centro dos problemas

(CCM SAÚDE) — Uma epidemia de overdose pelo consumo de opioides tem preocupado as autoridades de saúde dos Estados Unidos. O maior temor recai sobre o fentanil, analgésico 50 vezes mais potente que a heroína que pode causar morte súbita.

Segundo levantamento da Agência de Combate às Drogas (DEA, na sigla em inglês), 9.580 pessoas morreram por overdose de fentanil e outros opioides, como heroína e morfina, somente em 2015. O número é 73% maior do que o registrado em 2014.

O crescimento do uso do analgésico preocupa os médicos pois, em geral, traficantes de droga misturam o fentanil à heroína e comprimidos com outras substâncias para potencializar seus efeitos e aumentar os lucros. No entanto, apenas uma dose de 2 miligramas do produto pode causar overdose e morte.

De acordo com a DEA, um policial do estado de Ohio sofreu uma overdose de fentanil durante a prisão de um vendedor ao tocar sem luvas no pó da substância, o que demonstra os riscos envolvidos no uso da droga.

No Brasil, até o momento, não há relatos da entrada do fentanil, em geral produzida em laboratórios da China e México. Porém, o mercado de drogas sintéticas no país costuma seguir, com alguns anos de atraso, as tendências observadas nos Estados Unidos e Europa.

Foto: © Syda Productions - Shutterstock.com