Remissão de HIV após nove anos sem tratar

Pedro.CCM - 24 de julho de 2017 - 09:55

Remissão de HIV após nove anos sem tratar

Caso de menina da África do Sul será alvo de estudos para ajudar bebês infectados pelo vírus

(CCM SAÚDE) — Uma menina da África do Sul infectada por HIV ao nascer está remissão há nove anos sem receber tratamento. O caso raro é estudado por cientistas do país africano e as descobertas podem ajudar crianças com Aids.



A jovem, que não teve sua identidade revelada, é parte de uma pesquisa iniciada em 2007 com crianças com HIV. Algumas delas receberam tratamento antirretroviral durante as primeiras 40 semanas de vida. Ao final do período, o vírus está indetectável no organismo da menina e segue assim desde então, sem nenhum medicamento.

Apesar do bom desenvolvimento da jovem, os cientistas, que apresentaram o caso em conferência da Sociedade Internacional contra Aids na última semana, não podem afirmar que ela está curada. Técnicas modernas de diagnóstico identificaram traços do vírus numa pequena quantidade de células do sistema imunológico.

"Mais estudos são necessários para sabermos como induzir remissões de longo prazo em bebês infectados. Mas esse caso aumenta a esperança de que isso seja possível após tratamentos curtos iniciados logo nos primeiros dias do bebê", afirma, ao jornal britânico 'The Guardian', Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos, que financiou a pesquisa.

O principal objetivo do estudo é desenvolver maneiras de evitar que crianças com organismo ainda em formação tenham que ser submetidas a tratamentos pesados e prolongados com antirretrovirais, que reduzem a imunidade do paciente.

Foto: © James Steidl - 123RF.com