Dor crônica ligada a ansiedade e depressão

Natali_CCM - 25 de julho de 2017 - 11:49

Dor crônica ligada a ansiedade e depressão

Estudo feito pela USP mostra que 10% dos moradores de SP tiveram depressão no último ano

(CCM SAÚDE) — Um estudo do Instituto de Psiquiatria (IPq) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) demonstra que há relação direta entre ansiedade ou depressão e as doenças crônicas.

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores avaliaram adultos residentes na Região Metropolitana de São Paulo e descobriram que pessoas com transtornos de humor tiveram duas vezes mais doenças crônicas. A dor crônica foi mais comum, ocorrendo em 50% dos casos. Depois, vieram as doenças respiratórias, cardiovasculares, artrite e diabetes.

Os problemas de ansiedade também geraram dor crônica em 45% dos casos e males respiratórios em 30%, bem como artrite e doenças cardiovasculares (11% cada). Já a hipertensão surgiu em 23% dos casos.

“O problema é que a prevalência de ansiedade e depressão em São Paulo é muito alta por causa do estresse. Com esses números, precisamos atentar para a necessidade de passar a informação para o médico que está na linha de frente, no atendimento primário. É preciso reconhecer a comorbidade de ansiedade e depressão com doenças crônicas que não se resume apenas à dor”, avalia a psiquiatra Laura Helena Andrade, coordenadora do Núcleo de Epidemiologia Psiquiátrica do IPq e uma das autoras do estudo.

A pesquisa diz ainda que mais de 2 milhões apenas na Região Metropolitana de São Paulo sofrem com depressão ou ansiedade ligadas a dor crônica. “Uma das hipóteses é relacionada à questão de comportamento. As pessoas ficam inativas quando têm depressão e isso causa dor. Ou a própria dor muda a vida da pessoa, leva à falta de atividade física, o que aumenta a depressão. É um círculo vicioso”, explica a médica.

Foto: © Alliance - Shutterstock.com