Redução de vacinação pode triplicar sarampo

Pedro.CCM - 26 de julho de 2017 - 11:47

Redução de vacinação pode triplicar sarampo

Estudo mostra que queda de 5% na proteção pela tríplice viral pode ter efeito importante sobre população

(CCM SAÚDE) — Uma queda de apenas 5% na cobertura da vacina tríplice viral tem potencial para triplicar os casos de sarampo no mundo, afirma estudo conduzido pela Universidade de Stanford, nos Estados Unidos.



De acordo com a pesquisa, publicada no periódico 'Jama Pediatrics', uma redução na cobertura abaixo do índice de 90% a 95%, considerada a faixa para assegurar a proteção de toda a população, poderia acarretar, no mínimo, o surgimento de 150 casos anuais da doença somente nos Estados Unidos.

A preocupação com o aumento das notificações de sarampo não é uma novidade. Nos últimos anos, surtos da doença foram registrados em partes dos Estados Unidos e também em países europeus como Itália e Romênia.

"O sarampo é muito perigoso em crianças pequenas. Já houve mortes na Europa no ano passado por causa da redução da cobertura em vários países", afirma, em entrevista ao jornal 'The Guardian', Andrew Pollard, da Universidade de Oxford, no Reino Unido.

A situação, segundo os cientistas envolvidos no estudo, é gerado pelo aumento da influência de grupos antivacina, que relacionam a tríplice viral a casos de autismo e fazem com que muitos pais deixem de imunizar seus filhos.

Apesar da garantia de uma série de estudos científicos quanto à total segurança das vacinas, Peter Hotez, um dos autores do levantamento, acredita que o quadro ainda vai piorar antes dos índices de vacinação voltarem ao normal. "Grupos antivacina ganharam tanta força que a única coisa capaz de reverter essa tendência é, infelizmente, a ocorrência de epidemias de sarampo ainda mais graves do que as já registradas", diz ele.

Foto: © stalnyk - 123RF.com