Dieta cetogênica: como age o regime da moda

Natali_CCM - 3 de agosto de 2017 - 09:49

Dieta cetogênica: como age o regime da moda

Regime alimentar prevê alto consumo de proteína, com baixa ingestão de carboidratos

(CCM SAÚDE) — É comum surgir, de tempos em tempos, um novo tipo de dieta, que promete emagrecimento rápido. Agora, a moda é a dieta cetogênica, que consiste em ingerir bastante gordura e proteína, com baixo consumo de carboidratos.

Em uma publicação destinada ao assunto, pesquisadores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, avaliam que a dieta cetogênica é eficiente na perda de peso, mas seus efeitos a longo prazo ainda são desconhecidos.

Inicialmente aplicada em pessoas que tinham ataques de epilepsia, a dieta cetogênica funciona com a premissa de decompor a gordura armazenada em moléculas denominadas corpos cetônicos.

"Uma vez alcançado esse processo, a maioria das células usa essas moléculas para gerar energia. A mudança de fonte de energia - do açúcar que circula no sangue para a decomposição da gordura armazenada - geralmente ocorre de dois a quatro dias depois do início de uma dieta com menos de 50 gramas de carboidrato diárias", explica Marcelo Campos, professor da Escola de Medicina da Universidade Harvard.

O princípio básico da dieta cetogênica é o consumo de muitas carnes, mesmo as processadas, ovos, salsichas, queijos, pescados, manteiga, nozes, sementes, azeite e verduras fibrosas. Especialistas alertam que pessoas com doenças renais devem ter cautela com esse tipo de dieta, que pode piorar a sua condição.

Controversa, a dieta liga um alerta sobre a elevação dos níveis de colesterol e consumo de alimentos pouco saudáveis, bem como à sua efetividade a longo prazo, já que é difícil de ser seguida por muito tempo.

"Em vez de começar a seguir a próxima dieta da moda, por algumas semanas ou meses, envolva-se em uma mudança que seja sustentável a longo prazo. Uma dieta equilibrada - sem alimentos processados, rica em frutas e verduras muito coloridas, carnes magras, pescados, grãos inteiros, nozes, sementes, azeite de oliva e muita água - parece ter a melhor evidência de uma vida longa, saudável e vibrante", avalia o médico.

Foto: © rsantilli - Shutterstock.com