Nascimento prematuro provoca timidez

Joana.Saude - 9 de agosto de 2015 - 14:17

Nascimento prematuro provoca timidez

Estudo realizado na Alemanha acompanhou 200 pessoas desde o nascimento até a fase adulta

(CCM SAÚDE) - Pesquisa da Universidade de Warwick, do Reino Unido, demonstrou que a timidez e introspecção, muitas vezes acompanhadas também de insegurança e ansiedade, podem ser uma das consequências de um nascimento prematuro.

Os pesquisadores acompanharam 200 pessoas, desde seu nascimento até a fase adulta (aproximadamente 26 anos), que nasceram antes das 32 semanas ou com peso abaixo de 1,5 quilo. O estudo, realizado na Alemanha e publicado na revista 'Archives of Disease in Childhood', não considerou sexo, educação e renda familiar.

O levantamento mostrou que bebês prematuros ou que nascem abaixo do peso podem se tornar introvertidos, com dificuldades de assumir riscos, apresentar dificuldades de comunicação e se tornarem excessivamente preocupados. Estas características podem impactar relações sociais no dia a dia e no trabalho.

"Pessoas inseguras e tímidas são mais propensas a sofrer bullying, a retardar o ingresso na universidade e a conseguir um bom emprego. Os pais devem ficar atentos a esses sintomas, que podem ser facilmente identificados nos primeiros anos de vida", afirma Dieter Wolke, professor de psicologia da Universidade de Warwick, ao jornal 'Zero Hora'.

Entretanto, a equipe alerta para que outros fatores, surgidos ainda no período da gestação, podem influenciar na formação da personalidade da criança e no comportamento na vida adulta, entre eles o estresse na gestação.

Outros estudos já haviam apontado que o nascimento prematuro poderia estar relacionado com déficits de atenção e até mesmo o autismo, devido a alterações nas conectividades entre diferentes partes do cérebro. Além do autismo, problemas gerais de concentração e socialização foram identificados em adultos que nasceram prematuramente.

Foto: © Pixabay.