Estudo: aborto espontâneo é ação autoimune

Pedro.CCM - 10 de agosto de 2017 - 07:59

Estudo: aborto espontâneo é ação autoimune

Células de defesa passam a atacar o feto e a placenta por considerá-lo um agente invasor do organismo

(CCM SAÚDE) — Abortos espontâneos são causados pelo sistema imune, concluiu pesquisa do Hospital St. Michael, no Canadá. Células de defesa da gestante entendem o feto como invasor e passam a atacá-lo, provocando a interrupção da gravidez.



Segundo os pesquisadores, esse ataque do sistema imunológico ao feto é natural, mas algumas mulheres sofrem com uma condição chamada trombocitopenia neonatal, que leva a ação autoimune a se prolongar e conduzir à perda do bebê.

Além disso, os cientistas observaram, durante testes com camundongos, que o sistema imune também produziu anticorpos para combater os trofoblastos, células que têm como função desenvolver a placenta. Esta ação é capaz de destruir a placenta e interromper o fluxo de nutrientes para o feto.

A equipe de pesquisa comandada pelo cientista Heyu Ni agora busca meios de impedir que as grávidas tenham a trombocitopenia neonatal. Para isso, algumas possibilidades já foram testadas, como o uso de outros anticorpos que fariam resistência ao ataque imunológico e outros medicamentos.

Foto: © Anna Omelchenko - Shutterstock.com