Idosos que andam com cães são mais saudáveis

Natali_CCM - 17 de agosto de 2017 - 08:34

Idosos que andam com cães são mais saudáveis

Pesquisa indica que adotar um pet deveria ser recomendação para todos as pessoas de meia-idade

(CCM SAÚDE) — Passear com um cãozinho pode melhorar a qualidade de vida dos idosos. Isso porque esse fato eleva os níveis de atividades físicas deles, exercitando-se 30 minutos a mais do que o normal.



Uma pesquisa, publicada no ‘Journal of Epidemiology & Community Health’, utilizou dados dos participantes da Investigação Prospectiva Europeia sobre Câncer e Nutrição (Epic), iniciado em 1993, que examinava os vínculos entre a dieta e o câncer, porém expandiu o foco para morte na meia-idade.

Dentre os mais de 3 mil adultos entre 49 e 91 anos avaliados, quase uma em cada cinco pessoas (18%) possuía um cachorro e dois terços disseram que o levava para caminhar ao menos uma vez por dia. A conclusão foi que quem tinha cachorro se exercitava mais mesmo nos dias chuvosos na comparação com que não tinha um animal de estimação.

Após essa descoberta, os estudiosos recomendam um cão para todas as pessoas de meia-idade. Quem não puder adotar um animal pode organizar grupos de caminhada com animais da vizinhança em condomínios ou comunidades.

"As intervenções de atividades físicas geralmente tentam estimular as pessoas a serem mais ativas, focando nos benefícios que elas terão. Ser levado por algo além das nossas próprias necessidades pode realmente ser um motivador potente, e precisamos encontrar meios de inserir esse tipo de abordagem nas intervenções de atividades físicas", dizem os pesquisadores.

Foto: © Dmitriy Shironosov - 123RF.com