Substância do tomate combate o câncer de pele

Natali_CCM - 23 de agosto de 2017 - 09:48

Substância do tomate combate o câncer de pele

Pesquisa em ratos expostos a raios ultravioletas com carotenoide reduziu a doença pela metade

(CCM SAÚDE) — Uma pesquisa feita nos Estados Unidos com roedores indica que o tomate pode ser um grande aliado no combate ao câncer de pele. Segundo os cientistas, o responsável por isso seria o carotenoide, substância presente na fruta.

Esse achado, que ainda carece de estudos adicionais, pode ser utilizado para potencializar o tratamento contra o câncer de pele e prevenir a doença. "Isso demonstra que comer tomates pode alterar a inflamação da pele após uma queimadura solar. Achamos o tema interessante e resolvemos investigar por que esse alimento parece fornecer esse tipo de proteção, algo que ainda não foi bem compreendido", disse, ao jornal 'Correio Braziliense', Jessica Cooperstone, uma das autoras do estudo e pesquisadora da Universidade do Estado de Ohio.

O experimento com ratos funcionou da seguinte maneira: os ratos foram alimentados, por 35 dias, com uma dieta que continha 10% de pó de tomate. Depois, as cobaias foram expostas aos raios UV, gerando um câncer de pele não melanoma.

Os ratos machos alimentados com tomates vermelhos tiveram redução de 50% no crescimento tumoral na comparação com os demais. As fêmeas não tiveram um resultado tão satisfatório.

"Ao comparar o licopeno [carotenoide presente no tomate] administrado a partir de um tomate e um suplemento sintetizado, os tomates parecem mais eficazes na prevenção de vermelhidão após a exposição aos raios UV, sugerindo que outros compostos presentes nesse fruto também podem estar em jogo e influenciar nessa proteção", explica a cientista.

Atualmente, o câncer de pele responde por 30% dos tumores malignos no Brasil, com alto percentual de cura se for identificado precocemente.

Foto: © Dusan Zidar - 123RF.com